Talvez neste momento você esteja pensando em “quando todos nós estaremos finalmente vacinados contra a Covid-19”.

Apesar do consenso da comunidade médica de que a imunização é a única solução que pode parar definitivamente a pandemia de coronavírus, nos últimos meses, antes mesmo de termos vacinas eficazes, havia alguns argumentos contrários a vacina e, até mesmo, aos estudos clínicos para alcançá-la. 

Diante disso, um tema muito importante que diz respeito à nossa saúde virou alvo de polêmicas: a importância da vacinação. 

Tudo isso está ligado ao enorme volume de informações falsas que circulam na internet, que encontram no coronavírus um campo fértil para difundir teorias e fake news

Portanto, desvendamos neste post todos os mitos relacionados à vacinação e selecionamos tudo o que você precisa saber sobre a sua importância para a saúde pública. Confira! 

Por que é importante a vacinação 

De acordo com a OMS, a vacinação pode evitar até 3 milhões de mortes por ano. As vacinas previnem a propagação de doenças contagiosas, perigosas e muitas vezes fatais, como sarampo, poliomielite, caxumba, varicela, coqueluche, difteria, tétano e gripe, bem como doenças cancerígenas (câncer de fígado e colo do útero).

A vacina age como forma de mostrar ao sistema imunológico qual é o vírus que ele deve atacar para defender o organismo. Nesse sentido, se uma pessoa vacinada adquire o vírus da catapora, por exemplo, o sistema imunológico vai reconhecê-lo o matá-lo antes que se espalhe pelo corpo. 

Dessa forma, as doenças são evitadas. Até mesmo doenças que podem tirar a vida de pessoas, como paralisia infantil e sarampo.

Doenças que estavam erradicadas podem voltar?

De acordo com o jornal O Globo, aumentaram em 30% os casos de sarampo no mundo todo (dados disponíveis de 2017). Países em que a doença estava extinta voltaram a registrar epidemias, como os Estados Unidos. 

É só conversarmos com nossos avós e perguntar a eles se existiam muitos casos dessas doenças quando eles eram jovens. Com certeza, eles vão falar que sim, que tiveram um parente que teve sarampo ou catapora ou, até, que perderam um conhecido para essas doenças. Porém, depois da criação e distribuição das vacinas, os casos reduziram muito. 

Como funciona a imunidade? 

Seu corpo desenvolve um sistema de defesa chamado sistema imunológico, que combate vírus e bactérias estranhos que podem deixá-lo doente. Para fortalecer seu sistema imunológico, você deve ser exposto a diferentes germes para combatê-los produzindo anticorpos. 

No entanto, isso leva tempo e você pode ficar doente antes que os anticorpos se acumulem o suficiente para sua proteção. Portanto, é fundamental completar todas as doses de vacinas indicadas.

Como saber se estou em dia com a vacina?

Quando ainda somos bebês, tomamos a maioria das vacinas que precisamos para combater essas doenças transmitidas por vírus. Sendo assim, com certeza você ou sua mãe tem guardado uma caderneta de vacinação com o registro de todas as que você já tomou.

Com ela em mãos vá até uma Unidade Básica de Saúde mais próxima e peça para conferirem se você está com alguma vacina atrasada. Se estiver, normalmente eles já vacinam na hora. 

Algumas vacinas, como a do tétano, são necessárias repetir a dose a cada 10 anos. Outras, como a da febre amarela, é recomendado tomar se a sua região está passando por um surto dessa doença. 

Então, vá à Unidade Básica de Saúde e confira se precisa de alguma vacina ou se está protegido. É importante  que se veja a vacina como um bem que foi criado para evitar a proliferação de doenças. 

É bom lembrar que elas não são benéficas apenas para uma pessoa, mas para a sociedade, já que elas evitam epidemias.

Ficou com alguma dúvida ou quer saber mais sobre a importância da vacinação? Deixe seu comentário. Será uma satisfação poder ajudar!